Quer anunciar? Entre em contato! Anuncie!
Domingo, 12 de julho de 2020

A secretaria de cultura estuda algumas possibilidades de realizar o São João em outro mês desse ano

Fonte: Oimparcial

Redação · 705

Todos os anos é grande a expectativa do povo maranhense para uma das festas mais tradicionais do nosso estado: o São João. Logo após o fim do Carnaval, a espera é ansiosa pelas toadas de Bumba-meu-boi, apresentação de grupos juninos, além de outros marcos dessa época.

No entanto, por conta da pandemia do novo coronavírus, que tem feito toda a população se manter isolada em casa, a Secretaria de Cultura do Maranhão informou que as festividades juninas no estado não serão realizadas neste ano.

Assim como outros eventos foram cancelados a nível estadual, nacional e mundial, o cancelamento do São João realizado tradicionalmente no mês de junho no estado, veio como uma forma de tentar conter a disseminação da COVID-19 na população, já que essa época reúne milhares de pessoas em vários locais, principalmente naqueles já característicos, como o Centro Histórico de São Luís, festa de São Marçal no João Paulo, entre outros.

Contudo, ainda segundo a Secretaria de Cultura do estado, está sendo estudada a possibilidade das festividades de São João serem realizadas ainda este ano, em uma época diferente, após o período de quarentena, dependendo da liberação das autoridades sanitárias competentes.

O cancelamento de um dos maiores eventos a nível nacional traz prejuízos culturais e econômicos. O Governo do Estado projeta algo em torno de 76 milhões de reais, fazendo uma comparação com o investimento de 19 milhões feito no ano passado, que teve retorno médio de quatro vezes o valor investido. Com mais de 1.300 apresentações, o São João do Maranhão em 2019 foi um sucesso de público, responsável por 70% da ocupação hoteleira em São Luís e 85% em Barreirinhas. Além disso, o Aeroporto Nacional de São Luís movimentou cerca de 150 mil passageiros em junho.

Com relação aos prejuízos culturais nesse período de crise sanitária mundial, houve o lançamento do Programa Conexão Cultural, que beneficiou mais de 600 artistas com apresentações online nas redes sociais institucionais.

Comentários